Comentários comentar

Bank @mrbank - 1 semana atrás

Nao sei se é o tipo de resposta que você esta esperando, mas grandes empresas BR como Suzano, Klabin, Vale, e principalmente os grandes bancos, são referencias mundiais em tecnologia e know how no segmento que atuam. Ninguém consegue competir em eficiência com eles, mas tudo é mais voltado aos processos, não é um protudo em específico como acho que você está esperando.

Concordo que os processos aplicados nessas empresas são o grande diferencial. Mas, saberia me dizer se essas empresas tem feito algo realmente inovador ?

Ingreed @diifih42 - 1 semana atrás

O PIX foi algo realmente inovador, mundialmente falando nos colocou em um patamar tecnológico e financeiro muito a frente. E aí temos alguns bancos e fintechs envolvidos nesse processo.

marcos nole @marcosnolee - 1 semana atrás

O que é inovador pra vc? Um produto ou serviço novo que ninguem nunca pensou?

Essas empresas possuem departamentos excluvisos de inovação, com profissionais dedicados a evoluir seus produtos e processos. Então sim, eles fazem coisas realmente inovadoras dentro dos seus negócios

Saberia me citar essas "coisas" que realmente são inovadoras dentro dos seus negócios ?

marcos nole @marcosnolee - 1 semana atrás

Você ainda nao respondeu oq é "realmente inovador" pra vc

Qualquer coisa q nao se fazia antes é uma inovação

Dr. Answers @dranswers - 1 semana atrás

Deve ser pra algum trabalho de pós/MBA destas de mil contos e não definiram o que é inovação.

GigaChad @GigaChad - 1 semana atrás

A vale inovou mesmo ao poluir os rios, matar um monte de gente no caminho e ainda conseguir ser elogiada.

Raphael @raphaelrt - 1 semana atrás

Seria melhor fechar a Vale para as cidades/população onde ela possui estabelecimentos?

GigaChad @GigaChad - 1 semana atrás

Podia fechar pelo menos a barragem e segurar os dejetos para impedir a morte horrível de pessoas inocentes.

Raphael @raphaelrt - 1 semana atrás

Discurso raso de quem não entende nada do que fala.

*o que se manda pra barragem é Rejeito, dejeto é o que você está escrevendo.

Suas palavras soam como aquelas pessoas que não tem uma formação profissional, que querem trabalhar no local, mas que não tem capacidade de fazer um curso técnico 3 meses, por preguiça.

GigaChad @GigaChad - 1 semana atrás

Só isso que tem pra falar? Discussão semântica sobre o uso da palavra 'rejeito' ou 'dejeto'? Acha que lacrou com esse comentário? Patético. Sempre aparece um otário defensor de bilionário, impressionante.

Raphael @raphaelrt - 1 semana atrás

Defensor de bilionário? Procure saber qual é a visão de quem trabalha na Vale, se acham uma empresa ruim para se trabalhar, ou para os comerciantes onde ela fomenta a economia local, , pode ter certeza que ela faz muito mais que o governo onde ela está.

Mas não, era muito melhor se ela estivesse sucateada pelo governo né?

editado em 26 de set. de 2022 14:11
Rocketman @eltonjohn - 1 semana atrás

Embraer, Petrobrás, Weg, Braskem, Nubank, Ambev, Magazine Luiza, pra começar.

Dentro do meu conhecimento a Embraer está trabalhando em um projeto realmente inovador que é o EVTOL (inclusive tem uma grande encomenda para 2024). A Weg aproveitou a pandemia e seus recursos internos para fazer respiradores, flexibilidade com grande inovação. Nubank vem inovando com vários produtos grátis e aplicativo intuitivo e fluído, fora que a NuEnsina é uma fonte bem interessante de conhecimento financeiro. E as demais empresas citadas, tem feito algo realmente inovador ?

Rocketman @eltonjohn - 1 semana atrás

Em 2016, a Braskem, em parceria com a Made in Space – empresa norte-americana líder no desenvolvimento de impressoras 3D para operação em gravidade zero e fornecedora da Nasa – firmaram parceria na qual o Plástico Verde da cana-de-açúcar é utilizado para a criação de peças no espaço. A tecnologia permite a manufatura de ferramentas e peças de reposição no espaço em resina de origem renovável, dando mais autonomia às missões espaciais.

Desde o lançamento da parceria, a equipe de Inovação e Tecnologia da Braskem trabalha ao lado da Made In Space no desenvolvimento de uma solução em Polietileno Verde para a impressão 3D em ambientes de gravidade zero. A parceria possibilitou aos astronautas receberem, no espaço, um e-mail com o design digital de peças e imprimi-las, gerando uma redução drástica de tempo e de custos. O Plástico Verde I'm green da Braskem foi escolhido para o projeto por reunir características como flexibilidade, resistência química e reciclabilidade, além de ser produzido através de fonte renovável.

Retirado do site deles. Possuem dois centros de inovação, um no RS e outro nos EUA. As demais empresas precisa pesquisar no site deles também, mas citei por serem benchmarks em seus respectivos ramos de atuação e players mundiais.

Garfield @garfield - 1 semana atrás

A Braskem conseguiu afundar um bairro inteiro e transformá-lo numa área abandonada. Desde Chernobyl não ouço falar disso, então é inovador.

Arthur Santos @ttkarthur - 1 semana atrás

Itau com organização de infraestrutura de TI, são referência e seus profissionais dão treinamento dentro e fora do Brasil.

Rocketman @eltonjohn - 1 semana atrás

Incluo mais uma: Aeromot

Joao peres @joaoperes - 1 semana atrás

Acho que a Embraer está com uma fábrica de Drones interessante em São Carlos, focando em soluções pouco convencionais com drones.

Ela adquiriu participação na XMobots, uma empresa local focada em drones de asa fixa voltados principalmente para a agricultura. Mas não acho que seja tão inovadora assim, pois é segmento que vem sendo bem explorado por empresas da gringa.

editado em 22 de set. de 2022 20:21
Dr. Answers @dranswers - 1 semana atrás

XMobots tem trabalhos antes da gringa, fruto principalmente de pesquisas e empresas de São Carlos, como Embrapa e USP.

editado em 23 de set. de 2022 11:15
TR @almiigme - 1 semana atrás

Das empresas que conheço, as maiores e mais relevantes são Weg e Embraer.
A primeira é referência mundial, e a segunda é segunda maior empresa de aeronave comercial do mundo, e isso não é pouco

Sigma7 @sigmasete - 1 semana atrás

Existe inovação disruptiva e incremental. Sugiro que leia sobre isso para melhor definição do que busca.

Ricardo @cgkdbq8p - 1 semana atrás

Conheço.

Chuck @chucktb - 1 semana atrás

PCC. Expandindo forte na América Latina e com várias parcerias publico-privadas, não sei como o não é mais noticiado, esse paiZ não valoriza o que tem de melhor.

Rocketman @eltonjohn - 1 semana atrás

Mas tá longe de ser um Cartel de Medellin, que tinha voos diários para os Estados Unidos.

Chuck @chucktb - 1 semana atrás

Ah sim, mas eu confio no povo brasileño, eles chegam lá um dia.

Raphael @raphaelrt - 1 semana atrás

Ta por fora, aqui usa até avião presidencial para transportar para a Europa.

Rocketman @eltonjohn - 1 semana atrás

Essas malas com proteção diplomática são mundialmente conhecidas pelo transporte de produtos pouco republicanos.

akumaevil @akumaevil - 1 semana atrás

Viralatismo em alta né? muita empresa inovadora brasileira é comprada, ai vira de gringo.

Garfield @garfield - 1 semana atrás

Usando o registro de patentes como métrica, quem inova são as universidades e as empresas de capital estrangeiro, sobrando poucas exceções, em
que destaco a Weg. O Brasil é muito fraco nisso pela qualidade dos donos de bodega que temos, que não deixam de ser donos de bodega só porque a bodega passou a valer 1 bilhão. Mas está mudando, a próxima geração vai crescer com mais gente não tendo que se preocupar com as necessidades básicas e com tempo disponível pra criar grandes negócios do zero.

Rocketman @eltonjohn - 1 semana atrás

Pena que quase a totalidade de patentes oriundas das universidades não chegar a serem materializadas em alguma utilidade prática à disposição da sociedade. Nem uma vacina de covid conseguimos criar a tempo. Já a Moderna que até pouco tempo era uma mera startup. Enfim. Deve ser a mesma questão da bodega só que aplicadas aos nossos acadêmicos.

Garfield @garfield - 1 semana atrás

Você já foi muito infeliz em comentários aqui, mas com certeza nenhum cristal de ignorância tão raro assim. Você já pisou em uma Universidade? Você sabe quanto é hoje uma bolsa de PIBIC? Sabe qual é a verba TOTAL pra pesquisa científica num país desse tamanho pra comparar o poder de um estudante de 20 anos ganhando 400 reais com um bilionário?

Pra inovar é preciso dinheiro, mesmo assim o pessoal se vira. Não só projetos inovadores mas muitos em aplicação prática especialmente onde o setor público está presente direta ou indiretamente, em que destaco o setor de energia. Eu mesmo ajudei a desenvolver um produto inovador de monitoração de redes para a Chesf quando era graduando. Pra virar patente existe um processo que você com certeza desconhece, e acha que a galera patenteia TCC de sociologia.

Você falou de vacina como se falasse de alquimia, misturar dois ou três produtos e pronto. Pura ignorância. A Moderna recebeu do governo americano 955 MILHÕES de dólares antes dos testes da fase 3 começarem, ou seja, antes de se saber se a vacina era efetiva, e sendo mais de 400 milhões só pra iniciar os trabalhos. Era necessário pra financiar os testes, mobilizar pessoal e garantir escala. Se você não trabalha de graça, por que os melhores cientistas vão fazê-lo? Mesmo assim, pra manter o assunto da pandemia, você já esqueceu que só Universidades conseguiam realizar os primeiros *testes* de Covid porque a tecnologia era desconhecido mercado privado e não havia kits prontos. E que em abril(1 mês de pandemia) e maio(2 meses) a UFPB e a Poli da USP desenvolveram respiradores(o maior gargalo do tratamento da Covid) de baixo custo com código aberto que foram usados para fabricar e distribuir na rede pública. Ou talvez você seja muito, muito mal informado mesmo.

O problema é que pra escalar é preciso MUITO mais dinheiro, e o setor industrial no país simplesmente não existe. É mais barato trazer um pacote de lenço umedecido do outro lado do mundo do que comprar um aqui. Sobra o setor de serviços, que já usa bastante tecnologia de Universidade, e o setor público, que poderia usar mais mas já aproveita muita coisa em empresas como a Embrapa(sem a qual a agricultura familiar no Brasil já teria falido a grande potência agrícola não existiria).

Rocketman @eltonjohn - 1 semana atrás

Esse comentário na verdade não foi meu, só reproduzi o que disse o representante do Conselho Diretor da Associação Brasileira da Propriedade Intelectual (ABPI), Gustavo Morais.

Fonte: Agência Senado

Garfield @garfield - 1 semana atrás

Sim, você leu que muitas patentes não dão retorno à sociedade e aí colocou a culpa nos estudantes e criticou as universidades por não criarem uma vacina que custou 5 bilhões de reais ao governo americano. Isso é maior do que o orçamento inteiro executado da ciência em 2022 do Brasil, desde o salário do astronauta até o PIBIC, passando por CNPQ e Capes.

Vocês são fracos demais.

Rocketman @eltonjohn - 1 semana atrás

https://cbncuritiba.com.br/materias/mesmo-com-recursos-uf...

"O custo inicial para o desenvolvimento da vacina da UFPR estava estimado em R$ 50 milhões, mas deve ser ampliado até a conclusão, disse à CBN o reitor Ricardo Marcelo Fonseca"

5bi kkkk

Copium @copium - 1 semana atrás

Minha prima largou uma carreira em ciências porque o máximo que ela ganhava pra fazer as pesquisas era isso aí que você falou (400 mangos). Dava pra nada. Isso quando davam passagem e almoço.
Agora ela ganha a vida editando e dirigindo documentários sobre ciência. Fazendo muito mais que antes.

Garfield @garfield - 1 semana atrás

É por isso que tem tanto "influenciador de ciência" e pouco cientista.

Rocketman @eltonjohn - 1 semana atrás

Foi daqui que chamaram o Átila?

Rocketman @eltonjohn - 1 semana atrás

O profissional brasileiro é mundialmente conhecido pela baixa produtividade. Obviamente do alto da nossa soberba, pensamos sempre no peão de fábrica.

Garfield @garfield - 1 semana atrás

Voce já saiu do Brasil, seu esgoto?

Rocketman @eltonjohn - 1 semana atrás

Graças ao HURB muito nessa pandemia.

Diego @diegos - 1 semana atrás

A Weg