Acesse a sua conta

Esqueceu senha?

Acesse com a sua rede social

Facebook

Não tem conta? Cadastre-se?

Comentários comentar

  • Renault… sério mesmo que ainda tem gente que compra carro dessa marca?

    + 0responder

  • Tenho um Renault e não troco...sei lá...tem muita variável aí envolvida...é dos Antigos...não é Dacia não...

    + 6responder

  • Ah lá... vendendo o tapete mais caro do que vale o próprio carro. Kkk

    Brincadeira gente... eu tive um Stepway.

    + 0responder

    • Fala mal de carro francês quem nunca teve um. Devem ser os mesmos que andam de carroça Volks e acha que é carro

      + 2responder

      • Falou uma grande besteira 2 vezes.

        Tive um Citroen, pra ser mais exato um Aircross. Fui muito feliz. Mas na hora de vender, tive quase que implorar pra conseguir vender por um preço minimamente justo.

        Hoje tenho um VW, que com 10 meses de uso, vale mais do que o preço que comprei. E essa "carroça", usa o mesmo motor e plataforma, da versão vendida na Europa. Já os carros franceses, com exceção dos importados (Peugeot 3008 e 5008),ou são jabuticabas (só tem aqui, como o proprio Aircross), ou são defasados / diferentes das versões europeias (vide Peugeot 208 / 2008 e Citroen C4 Cactus) ou pior, nem franceses são (vide os Dacia da Renault.).

        Talvez a uns 10 anos atrás, eu concordasse com você. Mas hoje, a Volkswagen deve ser uma das unicas montadoras que vendem carros aqui em pé de igualdade com os europeus, vide Polo, T-Cross, Tiguan e Jetta. 5 estrelas em Segurança e com motores bem modernos.

        + 0responder

        • Ao colega, pesquisa: Polo lá fora é melhor acabado e bem mais equipado que o "tropicalizado". Nivus idem. E sobre seu Volks valer mais hoje que a dez meses atrás, conte-me a mágica.
          Falou grande besteira duas vezes ;)

          + 1responder

          • A Tabela de Usados Ta subindo muito
            a FIPE e o preço de carro usado ta muito alta.

            + 1responder

            • mas isso não é algo que ta acontecendo exclusivamente com o volks usado do cara ali... da forma como ele falou, deu a entender q apenas com a volks tava acontecendo isso...

              + 1responder

              • volks, para min é Canseira kkkk.
                ja Tive GOLF e SAVEIRO CROSS para nunca mais. Muito Barulhos na Porta etc.
                kkkk

                mas quem e fã de volks fica puto se falar mal.

                + 0responder

                • Acabamento não é bom. Fato. Acabamento de gol em carro de 100 mil é péssimo. Mas ter um carro 5 estrelas em segurança, motor turbo de alta tecnologia, estrutura usando a MQB de aços de alta resistência, espaço interno, fora as tecnologias de conveniência para o motorista, é uma das melhores, no Brasil e no Mundo.

                  PSA, se não fosse essa fusão com a Fiat, quebraria em poucoa anos. Renault, fora da Europa, sobrevive de carros da Dacia. Nos EUA, nem sabem quense fabrica carro na França. Uma vergonha.

                  editado em 05/05/2021 às 10:31

                  + 0responder

                • Não falei isso.

                  Quero dizer que os carros com melhor valor de revenda, isso aconteceu. VW, GM, Toyota, Honda, Hyundai. Agora Citeoen, Peugeot e Renault, não tem nenhum veículo que tenha acontecido isso. Saiu da concessionária, perde 30%. Isso aconteceu comigo. Não estou falando mal por falar.

                  + 0responder

              • Essa valorização do usado foi generalizada. O cara falou do carro dele como se fosse exclusividade mas eu iria trocar de carro ano passado e estava monitorando os preços. Do ano passado para cá meu Nissan valorizou quase 10k.

                + 0responder

                • Hater sendo hater.

                  O acabamento, pelo menos para a maioria dos compradores, não é um dos principais pontos de escolha de un carro. Brasileiro, em geral, tem se preocupado muito mais com motorização, segurança e valor de revenda. Nisso, Polo e Nivus são alguns dos melhores em suas respectivas categorias.

                  E em relação ao carro, comprei um T-Cross abaixo do preço de tabela (desconto normal da concessionária) em Julho. Hoje, após os inúmeros aumentos, ele vale R$5 mil a mais do que o valor que paguei (o zero hoje, custa R$18 mil a mais do que paguei a 9 meses).

                  Next.

                  + 0responder

                  • P.S.: Falei motor e plataforma, incluindo itens de segurança e tecnologia. Não falei acabamento em momento algum.

                    Até porque, os Renault da Dacia, são um primor em acabamento... #SQN.

                    Peugeot / Citroen já foram referência, mas hoje são iguais ou piores em acabamento que os veículos da concorrência e mesma categoria. E quando capricham no design, acabamento e tecnologia, micam o carro com motores jurássicos (vide o novo 208, com motor confiável, mas beberrão e fraco de 15 anos de estrada, só no BR).

                    Desculpa, mas não dá pra defender os caras.

                    + 0responder

                  • Mas tbm, aircross é mais feio do que encoxar a mãe no tanque.

                    + 6responder

                  • No máximo é o mesmo chassi do carro que vendem lá fora. Mas não é o mesmo carro de forma nenhuma. VW é carroça sim, independendo do carro que você está comprando e o lugar do mundo. Aqui no Brasil, que estamos acostumados a comprar lixo por preço de ouro, é onde vemos aberrações como um VW extremamente valorizado. Ou você acha que em algum outro lugar do mundo um VW seria vendido por 70k? Mas isso é uma discussão que nunca vai acabar, se fosse diferente essas marcas pé de boi já estariam com uma fatia muito menor de mercado. Brasileiro não sabe dar valor para seu dinheiro.

                    + 1responder

                    • Hater sendo hater.

                      Faça a conta e compare os valores em dólar e Euro com os valores em Real. Vai ver que na maioria das vezes, nosso carro tem preços iguais ou menores do que os deles. E não tem jeito: pra ser competitivo, tem que cortar custos.

                      Só que diferente de outras montadoras, como Fiat, Ford, as Francesas e a GM (essa começou a melhorar, mas basicamente não vende aqui os produtos que vende nos EUA, com exceção do Equinox, Camaro e Cruze, sendo que esse já saiu de linha por lá), só VW, Toyota e Honda, vendem aqui, os mesmos carros que vendem lá fora. A VW ainda tem resquícios da velha VW, como a linha Gol. Mas que já vai sair de linha. Do Polo pra cima, são os mesmos carros em plataforma, qualidade dos aços, tecnologias, motores e segurança, que é vendido no exterior. Claro que há a tropicalização, para reduzir custos, mas no caso dessas três marcas, em geral, são mudanças sutis (na VW, principalmente no acabamento). A Hyundai, que tem aqui a HMB e. Caoa, vende carros que só tem aqui (HB20) e trás importados em pé de igualdade com os vendidos lá fora. Mas se não tropicalizar, fica inviável.

                      Só me lembre uma coisa: qual carro de marca francesa, produzida no Brasil, ofereceu um carro para passar pelo Latin N-Cap? Qual carro a Renault vende aqui que não seja origem Dacia? PSA vende menos que Cherry.

                      Torço pelas francesas. Quero muito que o novo C3 Sporty seja um sucesso de vendas. Mas as inúmeras decisões equivocadas de anos de descaso com o Brasil, vem cobrando a conta.

                      + 0responder

                      • Cada um gasta seu dinheiro como quiser, isso inclui pagar por painel de plástico o valor de painel de couro. O que seria do azul se todo mundo gostasse de verde?

                        + 0responder

                        • Se pra você, painel de couro é mais importante do que 6 airbags, plataforma moderna, aço de alta resistência e tecnologia embarcada, você está certo.

                          Agora, se você tiver algum carro zero hoje, abaixp dos R$70 mil, com painel em couro, eu gostaria de conhecer.

                          + 0responder

                          • Meu carro é de 2015 e tem airbag inclusive nos cintos de segurança. Eu nunca pagaria 70 mil num pé de boi. Meu carro tem 154 mil km com mecânica original, isso inclui amortecedores originais que estão em perfeitas condições. Carros importados tem garantia de fábrica lá fora de 250mil km. Aqui que a garantia cai. A única coisa que precisei trocar no meu carro até hoje foram as pastilhas de freio e os batentes dos amortecedores dianteiros. Troquei as velas com 100mil porque eu fiz questão, mas ainda estavam na metade do filamento. Mas como disse cada um sabe o que faz com o seu dinheiro, inclusive comprar um VW zero.

                            + 0responder

                            • A questão aqui começou com carros franceses. Tive poucas dores de cabeça com o Aircross, que fiquei 7 anos e rodei 70mil Km. Em momento algum disse que os carros franceses são ruins e nem que a VW é a melhor.

                              Apenas reforcei que tudo são prioridades. Não compro carro pensando apenas em valor de revenda. Penso se é aquilo que me atende, se gosto do estilo, se é uma motorização confiável, se aguenta o tranco e principalmente, se é seguro.

                              Ter Airbag, desde 2021 é obrigatório em todos os carros fabricados no Brasil. Mas eu vejo hoje, algumas marcas mais preocupadas com esse assunto. VW, GM (finalmente!), Honda, Jeep e Toyota, sendo destaques nesse assunto. Não é a toa, que grande parte do portfólio delas, são de veículos que são 70% ou mais iguais ao mesmo modelo vendido no 1° mundo. Fiat ainda patina nesse assunto, PSA também, assim como Renault / Nissan, que por exemplo, entregava até ano passado, apenas Airbags duplos obrigatórios, em carros como o Kicks, Duster e Captur, concorrentes diretos do T-Cross.

                              Bom... É o que vc falou: cada um faz o que acha de melhor com o seu dinheiro. Pra você, seu Nissan Sentra 2015 te atende perfeitamente. Pra mim, o Aircross não me atendia mais, depois de 7 anos e achei por bem ir de T-Cross. E que cada um seja feliz com suas escolhas. Mas há fatos que são inquestionáveis. E não falo por mim. Falo inclusive pela imprensa especializada, que fazendo uma rápida pesquisa, vai confirmar várias coisas que estou falando aqui.

                              + 0responder

                • Carro é como qualquer outra coisa que se compra, as vezes dá sorte e as vezes da azar.

                  + 0responder

                  • TIPO DE POST QUE VENHO LER OS COMENTÁRIOS DOS EMOCIONADOS, KKK.
                    UM POVO QUE DEFENDE MARCAS, DEFENDE TIMES, DEFENDE POLÍTICOS.
                    NAÇÃO DE FÃS.

                    + 4responder

                  • Legal o comportamento do consumidor brasileiro: todo mundo sabe que carro aqui é superfaturado e carroças perto do que se consome nos eua e na europa. Mas com todo brasileiro que se conversa, ele se acha o esperto, pegou na promoção, não gasta com manutenção, valoriza bem, anda demais.....bla bla bla, bla bla bla ...........o cidadão vira advogado e marketeiro da marca que comprou só pra se passar por alguem mais esperto q os demais.

                    + 1responder

                    • o fato é que brasileiro não gosta de carro... brasileiro gosta de mostrar carro novo para o vizinho... cidadão compra o carro pensando na revenda e escolhe, por exemplo, "a cor melhor para vender"... você acha que o cara que compra um carro já pensando em vender realmente gosta de carro? por isso a ***da do gol sempre vendeu muito... nunca fui apaixonado por marca alguma... tive GM, FIAT, SEAT, VW, TOYOTA, RENAULT e agora HONDA... de todos estes, o único que não me pega de novo, de jeito nenhum, é justamente o honda, considerado um "excelente carro, que não desvaloriza"...

                      + 0responder

                      • Concordo com você. Galera compra carro pensando em mostrar para os outros ou para vender mais caro depois. Uma ideologia com o esporte para o brasileiro, aqui não gostamos de esporte, gostamos de ganhar, por isso que o esporte do momento é sempre aquele em que algum brasileiro está na ponta, Ou alguém mais ouve falar em tênis ou voleibol? Hoje estou com um Nissan, e é o segundo modelo de Sentra meu e devo trocar este ano por um outro mais novo. Simplesmente porque eu gostei demais do carro, e tem um conforto e acabamento maravilhosos. Eu acho os Honda carros muito feios por dentro. Mas porque você não gostou desse seu?

                        + 1responder

                        • basicamente pela suspensão absurdamente dura e baixa, o que se torna um problemão numa cidade como SP que tem buracos, valetas, lombadas, remendos mal feitos pra todo lado... "ah, mas honda não dá manutenção, só as revisões" sim... mas a revisão básica de 40 mil Km custa mais de 2200,00... fora isso, tem bom espaço interno, econômico no consumo de combustível...

                          + 0responder

                          • Puts cara, meu tio comprou um Fit e esse final de semana fomos dar uma volta com o carro, dirigi o carro por quase 100km com 4 pessoas, tio, tia, esposa, filha e eu, e de fato eu achei o carro um tamanco, muito duro mesmo. Deve ser por isso que a galera fala que não quebra, a suspensão nem mexe. Mas o que foi ponto muito positivo no carro é o farol, iluminação toda em LED, uma qualidade maravilhosa e o corte do farol é digno dos carros de alto nível.

                            + 1responder

                            • o meu é 2017 e não tem faróis em LED, mas não posso reclamar da iluminação, mesmo em estradas e a noite. o fato de a suspensão não mexer, acaba levando toda a trepidação para os passageiros e para o resto do carro, e gera um bocado de barulhos internos...

                              + 0responder

                    • Entrei só pra ler brasileiro que acha que carro é investimento

                      + 0responder