Comentários comentar

geronimo @krimgrux - 11 meses atrás

Está fora do nosso contexto histórico atual. Não se deve mais misturar calor e polímeros, duvido que na Europa exista esse produto, lá o pessoal esta mais avançado no cuidado da saúde. Aqui ainda somos cobaias. https://jornal.usp.br/atualidades/microplasticos-da-polui...

Bruno @ykymf - 11 meses atrás

Já se tem no brasil produtos sem bisfenol (BPA free)

geronimo @krimgrux - 11 meses atrás

Mas aparentemente não é somente BPA. Ate agora somente o BPA está regulamentado, mas podem existir muitos outras substancias.

Fernando @gvtrinken - 11 meses atrás

Não podemos esquecer que o Brasil não é para amadores... enquanto o resto do mundo está realmente evitando a combinação citada (calor + polímeros), brasileiro faz isso: https://www.youtube.com/watch?v=lRTAT3Hgdz4

Sei não @aaaseinao - 11 meses atrás

seleção natural kkkk

geronimo @krimgrux - 11 meses atrás

E o pior é que parece estar bem gostoso! Eu comeria, só uma vez... kkk

Mentolado @mentolado - 11 meses atrás

A pergunta que fica é, esse cara faz isso pq ele é um completo imbecil e vai realmente comer esse veneno ou ele é um psicopata tentando envenenar as pessoas?

Fernando @gvtrinken - 11 meses atrás

Então... essa moda da comida na garrafa pet começou com caminhoneiros que colocavam a garrafa perto do motor quando saiam de viagem para ter o rango pronto na chegada/parada. Já vi vídeos do pessoal comendo mesmo (a menos que seja editado... vai saber se a comida que entra na boca é a mesma que sai da garrafa...). Há uma versão menos tóxica que é o churrasco no escapamento da moto (embrulha a carne em bastante papel alumínio, amarra no escape e viaja).

Benevolo @ebene - 11 meses atrás

de fato, tem que esquecer o plástico e comida na mesma frase

Mas a muitos anos já existe quem leva a "marmita" pra empresa e deixa no marmiteiro em banho Maria pra esquentar... Tanto as de alumínio quanto as plásticas....

Fernando @gvtrinken - 11 meses atrás

Achei muito criativa a solução de uns pedreiros numa obra na faculdade, lá por 1999/2000: os caras fizeram uma caixa de madeira e colocaram umas 10 lâmpadas incandescentes daquelas bem parrudas (150W, eu acho) e colocavam todas as marmitas (alumínio) no caixote, por volta das 10h da manhã. No almoço, estavam todas quentes.

Acredite, isso é usado até hoje, só mudou pra halógena, já que é difícil encontrar incandescente

editado em 26 de mai. de 2023 23:03
João Miranda @jaaao - 11 meses atrás

To por fora, nao pode usar Tupperware no microondas?

Moderador CC @moderadorcc - 11 meses atrás

o certo é esquentar comida no microondas só com vidro ou cerâmica

qualquer plástico, mesmo que seja "próprio para microondas", acaba liberando micropartículas que supostamente fazem muito mal