Comentários comentar

Investidor @investidor - 1 semana atrás

Via de regra, se for um imóvel, o retorno do dinheiro aplicado rende bem mais no decorrer do tempo que na valorização no ímóvel + alugueis.

Porém, existe outras variáveis, uma das mais importantes é: quanto de imposto você vai pagar com a venda dessa propriedade? Você quer viver de renda hoje ou estaria disposto a sacrificar um redimento presente para um bem maior no futuro?

Meu perfil: venderia e aplicaria o dinheiro em empresas que pagam dividendos e tenham forte vantagem competiviva.

radiobrasil @2rljgvrz - 1 semana atrás

Imovel - depende... Eu vi casos de 50% de valorização em 1,5 ano recentemente... Cara pagou 4mi num ap e vendeu por 8k! Litoral SC...

Como ja vi um doido endinheirado pagar 4x o que valia uma casa na minha cidade, pq cismou que queria. Num dia o cara chegou e perguntou: Quer quanto nessa casa? (tinha sido pago 1mi aprox), o entao proprietário disse que NAO ESTAVA vendendo. O cara do $$ disse pra ele, TUDO TEM PREÇO, FAÇA O SEU. No dia seguinte retornou pro interessado e pediu 4m. Negócio fechado.

editado em 22 de set. de 2022 14:35
Lucas @essaferaai - 1 semana atrás

A ideia não é visar lucro, é só se desfazer do bem e fazer com que o valor dele dê algum retorno... Casa muito grande. A ideia é vender e com os rendimentos não precisar se preocupar tanto com renda (visto que a fonte de renda varia bastante de mês a mês)

Alugar o bem:

prós: normalmente o aluguel varia de 0.5% até 0.7% do valor do imóvel. Ao passar do tempo, o valor do imóvel, tende à valorizar.

contras: pagar IPTU, pagar seguro, manutenção e (se for em um condominio, e estiver desocupado, além de não receber aluguel terá que pagar o condominio).

Vender o bem:

prós: você pode ir em várias direções, uma delas é uma poupança, hoje rende 0,7% ou até investimentos em fundos imobiliários ou LCI, LCA que dá para fazer uns 14% ao ano. Ai você escolhe ser mais conservador ou mais arrojado.

contras: o dinheiro investido tende a desvalorizar, se você ir tirando os lucros e não se atentar a inflação que pode ser um fator de corrosão.

É um dos maiores delírios sociais mas quem paga o IPTU é o inquilino

Você quer dizer: "O valor do IPTU está diluído no valor o aluguel ?"

Na verdade a prática habitual hoje é incluir a obrigação de pagar o IPTU ao locatário.
A responsabilidade perante o fisco continua sendo do proprietário, sabemos, mas contratualmente repassada ao locatário.

Exato. Independente de quanto você paga de aluguel, quando chegar a cartinha do IPTU, é o locatário que vai pagar.

locatário ou locador ?

Locatário ué

Não é 100% certeza que o imóvel irá valorizar com o tempo, depende do imóvel.
Existem muitos apartamentos em regiões metropolitanas centrais que são muito antigos, consequentemente muita manutenção, valor do condomínio altíssimo, enfim, deu pra entender.

Só um adendo, o restante é bem isso ai mesmo.

Mucamo @3xiwgb7s - 1 semana atrás

Em todo lugar do Brasil, salvo se você for burro, quem paga o IPTU é o inquilino

Errado! Não generalize com base apenas nos seus conhecimentos limitados, depende de cada região e acordo entre as partes.

Joao peres @joaoperes - 1 semana atrás

Moro de aluguel e não pago IPTU. Disse pro cara que se quisesse era assim, se eu quisesse pagar IPTU compraria uma casa. Ele com a casa a mais de 1 ano fechada, nem reclamou. Quem manda no mercado é quem compra. O dia que o brasileiro entender isso, o país muda. Pago 0,15% do valor de venda pedido pelo proprietário e 0,03% do que realmente vale a casa no mercado (se tiver alguém disposto a comprar). Com "pouco" dinheiro que tenho investido meu aluguel sai de graça.

Convenhamos que se ele tá com a casa parada a 1 ano, grandes coisas não deve ser. Como você disse, quem manda é o comprador, produto bom tem comprador a rodo e fica com o produto quem se sujeita as "piores" condições.

Joao peres @joaoperes - 1 semana atrás

Negativo, casa otima. 3q, sala, copa, cozinha, garagem coberta p 3 carros, piscina fejãozinho no fundo aquecida., cond. fechado... é mais afastada do centro mas até prefiro... e tem mais fechadas no condominio... entendo seu ponto mas, se a pessoa põe na cabeça que "IPTU quem paga é o inquilino", acaba virando lei... tem gente que nem ventila a possibilidade de não pagar. Esse é o ponto.

Mucamo @3xiwgb7s - 1 semana atrás

Deve ser uma bela casa para ficar parada por 1 ano. Confia. Ou o aluguel vale sei la 2 mil e o cara ta pedindo 6.

Aham

As coisas variam né povo. Pode ser um nicho região de sp que teve boa construção e investimento mas não vira na venda, distância e momento vs atualização de preços.. Assim como rolou de litoral ser vendido bem mais caro como falou o outro. Enfim valores não são absolutos.

radiobrasil @2rljgvrz - 1 semana atrás

Por mais maravilhoso que seja um produto/serviço, se estiver com preço errado não vai vender rss Vejo muito imovel com preço errado parado por muito tempo.

O IPTU não tá diluído no aluguel não, acredita.

James @eujames - 1 semana atrás

vende e lucra comprando produtos em promoção pra revender
nada como a segurança dessa quantidade de dinheiro + paranauê dos preços e promoções pra fazer mais grana

editado em 22 de set. de 2022 12:11
Lucas @essaferaai - 1 semana atrás

Não querem empreender. Casa dos meus pais.. Só querem aproveitar a "velhice"

James @eujames - 1 semana atrás

eita um milionário no gatry
enquanto isso eu mendigando a dias 10 reais de estorno pra magalu

Harry é retrato do Br. De gente com muita grana a bem pouca, todo mundo nas caixinha de som kkk

Rocketman @eltonjohn - 1 semana atrás

Se for para aplicar em imóveis, optaria por um mix de FII do que ter um único imóvel. Só a vantagem do IR, a economia com a comissão de imobiliária, a possibilidade do imóvel ficar desocupado 1 ano inteiro e o ganho de tempo na administração do patrimônio me bastam.

Rocketman @eltonjohn - 1 semana atrás

Fora a liquidez. Quando quiser, resgata e na mesma semana cai na conta. Vender o imóvel pode levar anos.

Depende.

Muitas variáveis nisso.

SE esse não fosse meu único patrimônio, SE o imóvel fosse relativamente novo, bom pra alugar, tivesse potencial de valorização, eu manteria.

SE esse fosse todo meu patrimônio e alguma das opções acima não fosse verdadeira: venderia, 1mi na conta, inicialmente colocaria tudo em tesouro selic, parcelava 80% desse valor em aportes mensais (tem que pensar em quanto tempo) em renda variável, incluindo FIIs, ações br (foco dividendo) e ações usa.
Manteria os 20% em tesouro selic como emergencia e oportunidade enquanto a selic tá alta.

Acho que eu faria isso, ou se o imóvel fosse muito bacana talvez até moraria nele, estar completamente satisfeito com minha moradia e da minha família pra mim é prioridade total.

André @andredede - 1 semana atrás

Se o bem for propriedade rural, eu optaria pelo arrendamento (com algumas cláusulas afim de proteger trechos de mata ciliar e recuperação do solo na devolução; acarretando em multas grandes nos descumprimentos).

editado em 22 de set. de 2022 12:04
swineone @660t4o9c - 1 semana atrás

Não ficou claro se você quer viver de renda exclusivamente com este R$ 1 milhão (menos impostos, como bem apontado por outro colega).

Se sim, fica a dica: uma regra que pode ser considerada um bom ponto de partida é retirar 4% ao ano do valor (provavelmente menos, especialmente se você não é mais novo do que uma pessoa que normalmente estaria se aposentando). Dá R$ 40 mil por ano, cerca de R$ 3.300 por mês. Só ajusta as suas expectativas para esse nível.

Aesthesys @aesthesys - 1 semana atrás

Entre alugar o imóvel e ir de FII's, eu iria de FII's porque não iria querer perder tempo ou dinheiro com manutenção de casa e dor de cabeça vindas de aluguel. Opinião minha.

Joao peres @joaoperes - 1 semana atrás

Vende aplica... Separa um 100k pra comprar um apartamentinho MRV vagabundo ai como "caixão" (se tudo der errado na sua vida, não morre na chuva) e o restante aplica e vai viver de renda...900k aplicados consegue fácil uns 7000/mês pra sempre... O que no Brasil da sim pra viver muito bem se souber gastar.

radiobrasil @2rljgvrz - 1 semana atrás

Onde tem ap por 100k? Sério...

Nos Cond de habitação popular tem até mais barato que isso, mas vc ganha uns 1000 problemas quando vai morar nesses lugares....

swineone @660t4o9c - 1 semana atrás

Primeiro, hoje dá pra conseguir R$ 7.000 (até mais, se souber procurar -- R$ 10.000 líquido não deve ser difícil) porque a SELIC está alta. E se a SELIC está alta, é porque o cenário está ruim, inclusive com inflação que come parte desses rendimentos. Se eventualmente o Brasil tomar jeito, a SELIC vai cair (e a inflação também, mas em geral, quanto menos tumultuado o cenário, menor o spread entre a inflação e a SELIC).

Segundo e mais importante, mesmo se você não tocar no principal (os R$ 900.000), mas retirar 100% dos rendimentos todo mês, o principal vai ser corroído pela inflação. Considerando uma inflação de uns 7% ao mês, a cada 10 anos seu dinheiro vai valer metade do que valia (e os rendimentos também). Então, o principal vai estar comprando metade do que comprava daqui a 10 anos -- sim, 10 anos, não é 14 -- 1/4 em 20 anos, 1/8 em 30 anos, 1/16 em 40 anos. Quando você mais precisar, que é quando vai estar velho, sem condição de trabalhar, desatualizado das habilidades que o mercado precisa, gastando um monte com saúde, a sua retirada mensal vai estar comprando 1/16 do que comprava no começo.

Então, se alguém estiver pensando de verdade em se aposentar cedo, use a regra que eu mencionei em outro comentário: retire 4% ao ano (ou seja, cerca de 0,33% ao mês), independente do rendimento. Assim você garante a manutenção do poder de compra do principal. Lembrando que essa regra é aproximada, e é muito difundida em países desenvolvidos, com características de investimento (especialmente o balanço renda fixa/renda variável) é bem diferente daqui. Talvez seja necessária uma sintonia fina para a realidade do Brasil, mas certamente não será retirar 100% dos rendimentos.

Vende tudo e aplica em criptonita, ops, criptomoedas.