Comentários comentar

Thiago - 1 semana atrás

Não vou vacinar por questão de não confiança na vacina atual (no momento), talvez daqui uns anos qua do realmente for "segura", quando os produtores da mesma assegurarem sua eficácia sem os efeitos colaterais. Mas respeito quem vai vacinar seus filhos por pensarem diferente.

Arthur Santos - 1 semana atrás

Prefere o risco do contágio?

ThePowerGuido™ - 1 semana atrás

Acho q o risco de contágio permanece. Diminui o risco de evolução para estágios mais graves da infecção, se contaminado.

dias - 1 semana atrás

quase 9 milhões de doses da vacina da pfizer foram aplicadas em crianças com idade entre 5 e 11 anos. Diante dos resultados, seu uso não só foi aprovado, como foi recomendado pelo CDC (EUA). Por aqui, ano passado, a covid matou mais crianças do que doenças preveníveis com vacina. Mas ainda assim vc não irá vacinar seu filho. Torço para que nada aconteça com ele, mas se acontecer, é importante guardar essa confissão para que possa ser julgado de acordo.

editado em 14 de jan. de 2022 12:56
Rocketman - 1 semana atrás

Não interessa a opinião do CDC, Anvisa, Sociedades Brasileira de Pediatria, Imunizações, Infectologia, milhares de médicos e cientistas, segundo o presidente, a única opinião que importa é a do pai, seu Zé, catador de lixo e único apto a atestar a segurança da vacina.

Thiago - 1 semana atrás

Cara, vcs tem uma tara pelo presidente, isso é deprimente pq não se leva ao questionamento das coisas, basta apenas o presidente ser contra (vcs são a favor) ou ele a favor (vcs contra)....
Diversas questões que poderiam e deveriam ser questionadas, e o pior, na cara de todos, eles fazem o mal e ainda esfregam em nossas caras que não se importam. Eles = estado.

Mista - 1 semana atrás

De tudo que ele falou você só conseguiu ler "presidente". Mas concordo com vc, devíamos mesmo ignorar o que diz o PRESIDENTE DO NOSSO PAÍS.

Thiago - 1 semana atrás

Não necessariamente, mas tudo que ele escreveu está embasado em uma premissa. E por mim, nenhum burocrata deveria ter o poder de dizer o que faço (desde que eu não agrida os outros)...

Anderson Reis - 1 semana atrás

Não vai tomar, pelo menos nesse primeiro momento. Acho que tem que ter estudos mais longos, é que nem o mercúrio todos usavam na infância em ralados e termômetro, agora décadas depois o mercúrio foi banido por ser cancerígeno, isso pode ou não se repetir com essas atuais vacinas feita em tempo recorde. Entendo que a tecnologia atual tem condições e simular em ambiente computacional esse longo prazo, masssss essa tecnologia é conduzida por humanos e sabemos que ninguém é perfeito e errar na vida faz parte. Logo minha pequena aqui não vai tomar, se é um erro, também sou humano e não sou perfeito!

Rocketman - 1 semana atrás

My point!

Ricardo - 1 semana atrás

Qual risco traz a vacina?

GigaChad - 1 semana atrás

E qual o risco de não tomar a vacina em meio a pandemia?

ThePowerGuido™ - 1 semana atrás

Pois é, essa é a pergunta que os responsáveis devem se fazer.

Pedrito - 1 semana atrás

Maior de que tomar com certeza.

DEADlSTAR - 1 semana atrás

COMO TODAS AS VACINAS, a Comirnaty® pode causar efeitos secundários, embora estes não se manifestam em todas
as pessoas.

Reações adversas observadas em crianças de 5 a 11 anos de idade (ou seja, 5 a menos de 12 anos de idade)
Reações muito comuns (ocorrem em 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): dor de cabeça, dor
muscular, dor no local de injeção, cansaço, calafrios, inchaço no local da injeção e vermelhidão no local de injeção.
Reações comuns (ocorrem entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): diarreia, vômito,
dor nas articulações e febre.
Reações incomuns (ocorrem entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): aumento dos
gânglios linfáticos (ou ínguas), urticária (alergia da pele com forte coceira), prurido (coceira), erupção cutânea
(lesão na pele), diminuição de apetite, náusea, dor nos membros (braço) e mal-estar.
Desconhecida (não pode ser estimado a partir dos dados disponíveis): reação alérgica grave (anafilaxia).

Raphael - 1 semana atrás

Mortes de crianças de COVID só perdeu para acidentes em 2020.
Dados até 29 de novembro indicam que 558 crianças de 5 a 11 anos morreram de covid-19 no Brasil. Foram 297 mortes notificadas em 2020 e mais 261 reportadas até agora em 2021....

https://ibb.co/fSPSxw6

Thiago - 1 semana atrás

Outra coisa que esqueci de falar, meus pequenos pegaram covid, segundo informações científicas (que não são levadas em conta), eles estão mais imunizados do que aqueles que tomaram as vacinas.

Guigui - 1 semana atrás

Muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

Renato Axe - 1 semana atrás

Ve se essa é imunidade é pra sempre, gado

Anderson Reis - 1 semana atrás

Nem a da vacina é, 0 x 0

Rocketman - 1 semana atrás

Sim, muitas crianças em cadeiras de roda estão mais protegidas contra polio do que as vacinadas, nem por isso você ia preferir ficar empurrando seu filho por aí.

Thiago - 1 semana atrás

Vc está associando ser infectado por covid e ser infectado por poliomielite? Vc está comparando o processo de produção das vacinas? Vc comparou o tempo de produção?
Outra coisa, vc tem alguma informação da poliomielite ter surgido através de um pais ditador que esconde diversas coisas do resto do mundo?

Mista - 1 semana atrás

Tem razão, devíamos ter algum tipo de agencia regulatória que reunisse cientistas e especialistas formados e renomados, aqui e em outros países para fiscalizar comprovar e liberar medicamentos e vacinas só após ter sido atestado a segurança e que as vantagens sejam superiores as desvantagens. Oh wait...

Arthur Santos - 1 semana atrás

Cirúrgico.

Pedrito - 1 semana atrás

Muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

Bragas - 1 semana atrás

BREAKING NEWS: nem os remédios que eu e você tomamos tem eficácia sem efeitos colaterais (e eles são vendidos a bastante tempo). Bula tá aí pra isso, amigo.

Thiago - 1 semana atrás

Vc não tem ideia do que é uma vacina e do risco que a mesma trás, por isso são anos de estudos e testes, pois com o tempo, vai eliminando esses problemas que vão de muito graves a menos complexos.

Bugs Communy - 1 semana atrás

Do jeito que tu fala espero realmente que tu seja um cientista, pesquisador ou pelo menos da área pq se não, para de passar vergonha por favor.

Garfield - 1 semana atrás

"sem os efeitos colaterais""

Isso não existe nem pra um AAS. Vocês agora é que precisaram inventar narrativa pra babar político. E todo mundo sabe, só não quer admitir.

Thiago - 1 semana atrás

O que já escrevi em outro post, não é qualquer efeito colateral, mas sim efeito colateral de uma vacina não testada (TA DIFÍCIL ENTENDER?).

Uma dica, pesquisem artigos sobre vacinas, sobre testes de vacinas, sobre produção, sobre riscos de testes, etc... de anos anteriores a 2015, mais antigos...

DEADlSTAR - 1 semana atrás

se eu tivesse filhos vacinaria tranquilamente. toda e qualquer tipo de vacina e tb qualquer tipo de medicamento possui efeitos colaterais, nao e exclusivo das vacinas contra covid.
sem falar que as chances de efeitos colaterais sao maiores contraindo o virus do que tomando a vacina contra covid.

Mista - 1 semana atrás

Sim, até dipirona tem efeitos colaterais. Lembra a situação de pais não querendo vacinar filhos contra poliomielite a muitos anos e crianças levando as sequelas dessa decisão para a vida toda. A gente nem sabe quão severa podem ser as sequelas que a "covid longa" pode deixar em adultos imagina crianças.

NeoMazzi - 1 semana atrás

Vou aplicar todas as vacinas, menos a da Covid. Quem sabe daqui uns 15 anos eu leve pra aplicar, ou quando ficar maior de idade.

Raphael - 1 semana atrás

Torço para que ela não seja uma das que estão morrendo de COVID e consiga chegar a idade que ele pode decidir isso.

https://www.poder360.com.br/coronavirus/covid-esta-entre-...

Acho que o governo não pode obrigar o indivíduo a vacinar o filho, mas se morrer, deveria ter uma pena para o pai de uns 20 anos por negligência.

editado em 14 de jan. de 2022 13:38
Higor - 1 semana atrás

Na verdade pode pelo estatuto da criança, os pais podem até perder a guarda. Saúde é um direito da criança

Anderson Reis - 1 semana atrás

Vacina Covid por enquanto não faz parte do PNI, logo não entra no estatuto da criança e adolescente!

Thiago - 1 semana atrás

Levando em consideração esse comentário, se uma criança/pessoa morrer, mesmo vacinada, vc quem deveria levar essa pena de 20 anos ou o governo?

jaiho - 1 semana atrás

Você realmente acha que faz sentido comparar "tomar uma atitude cientificamente embasada visando reduzir morbimortalidade" x "não fazer nada" em relação a uma doença pandêmica?

Leandro Henrique - 1 semana atrás

Acho que a pessoa para opinar, primeiro deveria ter uma família e filhos. Vocês se dizem do amor e paz, mas é só ver alguém contra o que vocês querem(ou acreditam), que vem toda a militância pra cima. Se a pessoa não quer se vacinar contra COVID, ela não é contra vacina, pqp. Minha filha tomou todas as vacinas que devem ser tomadas, contra COVID eu também não irie dar. Sou contra vacina? não, daqui uns anos se tiver mais segura, darei sem problema.

Thiago - 1 semana atrás

Depois os gados somos nós, que temos certo receio, eles que aceitam qualquer coisa que o estado ou intelectuais dizem, não são.

Rocketman - 1 semana atrás

Pessoal aplica entre 10 e 15 vacinas só no 1º ano de vida dos filhos, nunca se preocuparam em se informar sobre as vacinas, mas especificamente essa levanta dúvidas e todos sabemos porquê!

... - 1 semana atrás

A parte engraçada é que ninguém faz showzinho sobre a BCG. Que é tão agressiva que deixa marca física (insignificante, mas deixa).

ThePowerGuido™ - 1 semana atrás

Ninguém lembra do B.O. que deu a vacina da pólio também...
https://www.em.com.br/app/noticia/tecnologia/2011/09/09/i...

... - 1 semana atrás

Pois é.
E se você mostrar isso pra um desses imbecis, eles vão dizer "ah, mas foi caso isolado", na maior cara de pau.

Eu já fiz o teste. Mostrei coisa mais absurda que essa babaquice de inventar preocupação com efeitos colaterais da vacina da covid.
E nem são grandes bostas de efeitos colaterais. O anticoncepcional que eu tomava tinha "TENDÊNCIAS SUICÍDAS" e "DEPRESSÃO LEVE" como efeitos colaterais. E não vi um desses idiotas fazendo mimimi. Pelo contrário, todo mundo adora quando a guria NÃO engravida, né?

Gente palhaça do cacete.

editado em 14 de jan. de 2022 14:36
ThePowerGuido™ - 1 semana atrás

Então não vou mostrar essa também, ok? https://www.bbc.com/portuguese/geral-54222884

... - 1 semana atrás

Caramba, Guido! Eu estudei isso e esqueci completamente!
Tu é fantástico!

ThePowerGuido™ - 1 semana atrás

É oq todas me dizem! S2

... - 1 semana atrás

Aí ficou humilde!

Pedrito - 1 semana atrás

Falou tudo, e meu filho ainda tomou vacina de Coqueluche (doença erradicada) e mesmo assim pegou. Mesmo vacinado ainda tem risco, imagina sem vacina.

Leandro Henrique - 1 semana atrás

Você é da turma da hashtag, só reproduz o que escuta. Ninguém aqui está falando que é contra vacina, acredito que 99% do grupo aqui tomou todas as vacinas, seus filhos, etc. O problema em si é você confiar na Vacina do COVID simples. Ela é 100% confiável não, a pessoa não quer se vacinar contra COVID.
A maioria das vacinas hoje tem 10~20 anos de estudos, todos os riscos em cima já foram testados e calculados.(sim, lá trás também tivemos problemas e muitos não quiseram se vacinar).

Garfield - 1 semana atrás

Você não é forte o suficiente pra admitir o que de fato é. É inseguro e por isso precisa espernear por sua decisão de submeter os filhos a uma estatística de morte e sequelas mais desfavorável. Seja firme: Admita que não se baseia em qualquer fundamento e vai fazer assim apenas porque é você quem decide, e acabe com essa angústia.

Thiago - 1 semana atrás

Vcs que querem "obrigar" os outros a aceitarem a opinião que interessa a vcs ele é inseguro? Vc acredita no que fala ou tenta apenas parecer o "segurão"?

Guilherme - 1 semana atrás

Vacinaria agora tranquilamente se já estivesse disponível.. lógica é até simples: melhor correr riscos com a vacina atual sendo testada, aceita e aplicada mundialmente do que tomar vermífugos nebularizados achando que é prevenção ou tratamento antiviral

Renan - 1 semana atrás

Com certeza vou vacinar!
Vejo que as pessoas que estão sendo enganadas pelos negacionistas estão se apegando nas possíveis "reações adversas", que todas as vacinas podem apresentar, seja de tétano, polio, a pentavalente...
Outra fonte de mentiras é que eles citam que a vacina é "experimental", o que não é o caso faz muito tempo.

Reptar - 1 semana atrás

Só um lembrete:

Pais que não vacinam filhos podem ser multados e até perder a guarda
https://outline.com/bYg9SE

NeoMazzi - 1 semana atrás

A Vacina da Covid não esta no calendário oficial de vacinação do Ministério da Saúde, então essa informação é falsa.

Rocketman - 1 semana atrás

Siim, mas existem outras 20 vacinas que estão e são obrigatórias mesmo para os antivax!

NeoMazzi - 1 semana atrás

A reportagem que foi postada, esta falando da vacina da Covid. No caso das demais, a informação esta correta.

Leandro Henrique - 1 semana atrás

Para de militar, vai em algum grupo de militância espalhar seu ódio pelo próximo. Quem disse que só porque a pessoa não quer se vacinar contra COVID, ela é negacionista, é contra vacina? mentalidade de 15 anos?

Rocketman - 1 semana atrás

Não é militar. Quem diz que todas essas vacinas são seguras é a comunidade científica, e não você. O mesmo raciocínio se aplica a vacina do covid.

Enchido - 1 semana atrás

E o Viagra? Quem toma ou vai tomar? Quem faz uso, já leu a bula e analisou todos os "efeitos colaterais" desejados e não desejados?

ThePowerGuido™ - 1 semana atrás

Me lembrou do Zé Simão:
https://youtu.be/-DLsfpg1p5Q

Leandro Henrique - 1 semana atrás

Pqp, olhas as comparações.

Enchido - 1 semana atrás

Para de militar, vai no ZAP, em algum grupo de militância espalhar seu ódio pelo próximo.

editado em 15 de jan. de 2022 10:01
Enchido - 1 semana atrás

Quem come salsicha? Sabe o que tem dentro de uma salsicha? Dentro do BigMac, tem minhoca mesmo?

Pedrito - 1 semana atrás

É qp o presidente não falou mal do Big Mac e da Salsicha,

Leandro Henrique - 1 semana atrás

Pqp, olhas as comparações.

Enchido - 1 semana atrás

Para de militar, vai no ZAP, em algum grupo de militância espalhar seu ódio pelo próximo.

editado em 15 de jan. de 2022 10:01
Camila Moreira - 1 semana atrás

O Brasil é o segundo país no mundo com maior morte de crianças vítimas de covid......
Vacinem seus filhos!

Carteiro - 1 semana atrás

Os riscos prolongados do COVID sao muito maiores que os riscos da vacina. Sem duvidas, e' o caminho mais apropriado salvo casos que a crianca ja tenha tido COVID recentemente, acho que poderia ter um argumento de imunidade natural.

... - 1 semana atrás

Galera que fala que a vacina tem efeitos colaterais, com certeza, nunca leu bula de anticoncepcional ou de algum "Dorflex" da vida...

marcos nole - 1 semana atrás

Seu filho ja tomou umas 50 vacinas na vida, mas derrepente não é mais confiável pq um paraquedista falou

Alessandro de A J - 1 semana atrás

Uma pessoa antivacina, seria a pessoa que é contra toda e qualquer vacina ou contra a vacina da Covid? Ou ambos os casos? Pergunto, pois como vejo esse termo sendo bastante difundido e usado eu não sei em quais situações se aplica, pois já vi pessoas que tomaram todas as vacinas menos a da Covid e são chamados de antivacinas e o contrario a mesma coisa.

Rocketman - 1 semana atrás

OS terraplanistas são contra apenas a vacina do covid. As outras são seguras, sejá lá quem fez, como, se teve pesquisas exaustivas ou não, não importa.

Alessandro de A J - 1 semana atrás

kkkkkkkkk excelente!!

Garfield - 1 semana atrás

Pior é que tem antivax vacinado.

NeoMazzi - 1 semana atrás

Governo da Inglaterra também anda não recomendando a vacinação indiscriminadamente pra pessoas dessa idade, exceto para crianças que vivam em casa com pessoas Soropositivas, ou salvo poucas exceções. Documento oficial.

https://www.gov.uk/government/publications/jcvi-update-on...

Pra quem não compreende bem o inglês, ou prefere uma versão em video, ai esta:
https://rumble.com/vsin8j-governo-ingls-recomenda-vacinas...

marcos nole - 1 semana atrás

Interessante como todo negacionista, faz um recorte parcial do que interessa e espalha como verdade unica.

Como qualquer plano vacinal, a aplicação é iniciada por grupos, no caso crianças em grupo de risco e que convivem com IMUNOOPRIMIDOS e não SOROPOSITIVOS.


A propria postagem, que com certeza voce nao leu, atesta a segurança da vacina.


Vaccine safety and efficacy
In a clinical trial of 2268 children aged 5 to 11 years randomised to receive 2 doses of 10 micrograms Pfizer-BioNTech COVID-19 vaccine or placebo, the vaccine was found to be safe and immunogenic.[footnote 2]

(...)

Initial safety data from programmatic use of COVID-19 vaccination in 5 to 11 year olds in the United States indicates no new or unexpected concerns. More data is expected to accrue over time as experience with vaccination of this age group of children increases internationally.

ThePowerGuido™ - 1 semana atrás

ba dum tss

Garfield - 1 semana atrás

Claro que esse pessoal não lê. Os argumentos já chegam prontos pra eles usarem. Não envolve nenhum julgamento crítico, apenas devoção política. Não à toa a correlação entre esses exemplares de humanos e o movimento gadista que tomou o país é de 100%.

Daniela Elias - 1 semana atrás

Eu não tenho filhos mas se tivesse levaria numa boa. Acho que falta pras pessoas entenderem que nem sempre sua própria opinião é relevante. Quem quer que tenha feito e aprovado essa vacina tem muito mais conhecimento do que eu.

regisboliver - 1 semana atrás

MINHA opinião:

ouvi uma vez que a melhor pessoa pra decidir sobre o que é melhor para seus filhos, são os pais, tem uns que deixa brincar na lama, outros que deixa dentro de casa e limpa a mão da criança com álcool se por a mão no chão, uns dão leite até a criança beber leite em pé (e a mãe também em pé), outros dão NAN na primeira oportunidade pra não ficarem sendo sugadas, uns batem, outros vão no caminho do NC, uns falam que pampers é melhor, outros mamy, huggies, ~baby roger~

mas sabe qual é a real? as pessoas e o estado opina ou obriga, mas quando faltar grana pro pai comprar fralda, ou leite, o chocopinho, o brinquedo, pra pagar o passeio da escola, o mc lanche feliz, nem pessoa nem estado estará lá pra ver a mãe e pai comer merda pra fazer o possível ou o básico pra criança ser feliz ou não passar na pior

ah, agora sobre a vacina… acho que cabe à pessoa que carregou a criança por 9 meses, e pro cara que auxiliou essa outra pessoa em seu sofrimento, dores, vontades, etc., decidir, sobre o que é melhor pro seu filho, afinal, quem acorda de madrugada quando o baby tá com febre, são eles, e mais ninguém…

enfim, é só a MINHA opinião

Zoe - 1 semana atrás

Boa Bolivar.

Thiago - 1 semana atrás

Sim, esse é um ou talvez o principal ponto. Vc decidir.

... - 1 semana atrás

O problema é que nenhum dos seus exemplos foi justo com o caso atual.
Nenhum desses exemplos impacta terceiros.

Por exemplo, uma pessoa tem TODO O DIREITO de fazer vista grossa pra uma criança que furtou algo em alguma loja (comum nos EUA, país que as pessoas tanto citam aqui). Mas isso impacta a sociedade ao redor dessa criança.
E é aí que o direito de somente os pais poderem tomar decisões acaba. Porque tais decisões impactam, negativamente, outros.
Você, acredito, não iria gostar de ter de conviver com um vizinho que cria cães naturalmente agressivos com educação agressiva. Você não iria querer seus filhos em ambiente hostil, acredito. Ou, pelo menos, quero acreditar.
É o mesmo conceito de preservação do grupo e da sociedade ao seu redor. O mesmo se aplica para outros.

Existe um limite entre o individual versus o todo. E a gente já aceitou esses termos de uso no momento em que criamos um novo CPF / Número de Seguro Social.

Adicionalmente, eu quero dizer uma frase que eu levo pra minha vida pessoal:
"Quando uma pessoa tem filho, todos os vizinhos tem filho."

Considere isso.

regisboliver - 1 semana atrás

respeito e entendo suas colocações, eu não sou o tipo de pessoa que colocou filhos no mundo pra fazer vista grossa de coisa errada, logo eu que sou extremamente chato quanto a respeitar regras, não quero que minha descendência não seja uma pessoa boa. e se me conhecer melhor, quem sabe um dia, saberá que, eu sou a última pessoa no mundo que incomodaria outras pessoas

isso de coletivo, desde quando eu não gostar do cachorro do vizinho fará com que ele considere que apesar do terreno ser dele, ele não possa criar o que quiser?

isso que você falou na prática é diferente da teoria, em MUITOS aspectos. você aqui hoje, é uma pessoa diferente que era há meio ou um ano atrás, que já era diferente do que dois anos atrás, no primeiro hiato (sou bom de memória), e olha que vc já é adulta. uma criança durante toda sua vida recebe uma pá de tratamentos dos pais, que as vezes não tem a ver com tapinha corretivo que o conselho "a protege", mas que podem influenciar sua vida pro que são hoje, sejam pessoas boas, ou pessoas que fazem mal a outras pessoas (em todos sentidos). quem observa ou controla isso? já viu a diferença de assistência e acompanhamento de uma escola pública, e de uma privada como (aqui em SP), dos colégios vicentinos?

o que quero dizer é que, na teoria tudo é lindo, mas na prática, entre pais, é só eles e Deus, tem os bons, os que são neutros e os maus pais, mas todo mundo tá ocupado em cuidar da própria vida/família, e uma vez que o estado falha em acompanhar algo como isso, que é tão importante, por que quer cuidar sobre aplicar uma vacina não constitucionalizada numa criança que ele tampouco liga de "cuidar" (bem entre aspas). isso é sobre um problema sanitário também, mas é principalmente sobre política, mas nisso não vou gastar meu tempo pois cada um tem convicção do que sabe e eu falar não vai mudar em nada, é até saudável que pessoas pensem diferente, então ótimo sábado sz

... - 1 semana atrás

Nos EUA, é comum não termos muros ao redor das casas. Se um vizinho na rua tem cães suspeitos/agressivos, nem carteiro passa nessa rua. Nem Amazon entrega. Nem nada.
Então, o vizinho "criar o que quiser", de fato, afeta todo mundo ao redor.
E, sim, nós temos o poder de mandar recolher animais agressivos e até mesmo expulsar o vizinho.
Se chama viver em sociedade. Se um está incomodando um todo, ou esse um muda, ou esse um se muda.

"Mas não estamos nos EUA!", você diz.
Ué, experimenta se mudar pra um prédio e não pagar a taxa de condomínio. Estaciona na vaga de outra pessoa. Vai lá.
O Brasileiro faz o que quer, incomoda quem for, e fica por isso mesmo ou gera agressão. E isso cria situações estúpidas como essa da vacina.

O restante já está respondido no meu comentário original e em outros ao redor.

regisboliver - 1 semana atrás

é isso que vc disse, eu não moro nos EUA, essa xp é sua. tampouco concordo com condomínio, é como pagar pra morar em algo que não é efetivamente seu, então não rola.

no fim acho que ficamos no zero a zero, eu não tenho como entender a sua realidade, e você não tem como entender a minha, logo, é razoável entender que ambos tem seus motivos, afinal, a gente fala o que a gente vive, ninguém sabe o quanto o outro tomou no rabo aqui pra ficar julgando um ao outro, né?

agradeço as referências, mas já sei, apesar de não concordar, somos livres pra ser quem quisermos ser, e tatu do bem né? continuo gostando e respeitando a sua pessoa

Wellington - 1 semana atrás

no caso de vacina não acho esse raciocínio muito válido pq uma criança não vacinada pode afetar negativamente outras pessoas que tem nada a ver, não é só ela que está em risco

Leandro Henrique - 1 semana atrás

Se você está com sua quinta dose, não tem pq se preocupar com uma criança não vacinada.

Wellington - 1 semana atrás

tem gente que não pode se vacinar, e quanto menos gente se contaminar, melhor

jaiho - 1 semana atrás

Tenho, porque vai demandar recurso público e sobrecarregar a capacidade de atendimento do serviço de saúde com uma condição facilmente prevenível

Thiago - 1 semana atrás

Primeiro que esse recuso já foi tomado do cidadão sem que ele fosse a favor (via imposto). Segundo que se fosse realmente fácil, não estaríamos com a 4 dose.

regisboliver - 1 semana atrás

eu acho que a minha opinião está certa pra mim, cada um vive numa realidade, e tem opiniões fundadas com base nessa realidade. mas respeito sua "contrariação", afinal, a sua realidade provavelmente é diferente da minha

ps: note que não respondi nenhum binário sobre vacinar ou não, e acho que isso é pessoal essa opção, uma vez que ainda é uma opção

dias - 1 semana atrás

Primeiro: quem decidiu ter filho foi o casal, sem q o filho pudesse escolher se viria ao mundo ou não. Logo, quem acorda de madrugada, etc. não faz mais do que a obrigação (moral e legal).
Segundo: políticas de saúde pública não são baseadas em opinião ou decisões pessoais (dos pais ou de quem quer que seja).
Terceiro: No Brasil, existe o Estatuto da Criança e do Adolescente que estabelece que é dever (dentre outros) da família e do Estado de assegurar a efetivação do direito à vida e à saúde e, neste caso, os dados mostram que sua efetivação se dá com a vacina (dentre outros procedimentos não mutuamente exclusivos).
Quarto: O mesmo estatuto garante o direito à educação, o que implica, que a criança deverá ir à escola, onde, não estando vacinada, poderá interferir, diretamente, no direito à vida de outras crianças (e de seus familiares).
Quinto: existem leis e políticas públicas que garantem acesso à educação e alimentação, se o estado está ausente onde mora, vc deve reivindicar junto à sua comunidade e aos políticos em quem votou, mesmo pq, achar que sua opinião sobre como criar seu filho deve prevalecer não vai mudar a situação, na verdade, pode até piorar.
Por fim deixo para reflexão: há pais que vendem seus filhos, que exploram sexualmente, que entregam ao trabalho infantil (mtas vezes trabalhos análogos à escravidão), que agridem seus filhos, dentre outras atrocidades apenas pq julgam que é o certo (ou necessário). Devemos suspender o efeito das leis e deixar que suas opiniões prevaleçam?

regisboliver - 1 semana atrás

bom, eu respeito a sua pessoa, "dias", mas não respeito a sua opinião, uma vez que me generalizou sem ao menos me conhecer. a vida é prática, não teórica. espero que sua vida seja bem correta, "moral e legal", pra você ter esse direito de fazer julgamento de um desconhecido com a consciência e alma limpa.

eu nem vou entrar em cada tópico que você colocou pois achei um pouco agressivo, fiquei até ofendidinho (ui) em ler a finalização, mas só lhe digo isso: o filho é meu, não do estado, tampouco de pessoas anônimas ou não da internet ou da vida real, e se fazemos um pingo por ele, é por amor, não por moralidade ou legalidade. sendo assim, sim, minhas opiniões sobre as decisões com meu filho sim devem prevalecer, pois quando ele crescer, suas qualidades, defeitos, atributos e feridas serão por grande parte "minha culpa", não sua, é responsabilidade minha garantir ou ao menos tentar garantir o sucesso dele.

enfim, o que quis dizer, independente das nossas opiniões divergirem, eu quem decido sobre minha cria, com respeito, o que você acha ou a sua opinião não me importa, assim como a minha não importa pra você.

termino por aqui pois, não entrei no aspecto vacina, apenas na opção. isso de vacina tá muito fragmentado, vira discussão política, e tenho que tentar fazer umas coisas aqui, minha casa tá uma bagunça... abraço

dias - 1 semana atrás

Caro regisboliver,
veja bem, não há nenhuma ofensa direcionada à vc em meu comentário. Também não fiz juízo de valor ou crítica à sua conduta que, a propósito, nem sei qual é (embora também seja dever da comunidade e da sociedade em geral assegurar os direitos das crianças, entendo que existem autoridades competentes para as quais eu me dirigiria caso julgasse necessário).

Outro ponto é que em nenhum momento questionei se o que faz é por amor ou obrigação, apenas rebati o fato de vc ter se utilizado do apelo à emoção para justificar que a decisão sobre vacinação de crianças se trata de mera opinião ("""mas sabe qual é a real? as pessoas e o estado opina ou obriga, mas quando faltar grana pro pai comprar fralda, ou leite, o chocopinho, o brinquedo, pra pagar o passeio da escola, o mc lanche feliz, nem pessoa nem estado estará lá pra ver a mãe e pai comer merda pra fazer o possível ou o básico pra criança ser feliz ou não passar na pior"""), pois como mencionei, uma vez que se opta por ter uma criança, criam-se, para os pais, várias obrigações definidas em lei, que se não cumpridas, tornam os pais sujeitos a sanções (incluindo a perda da guarda).

Apenas apresentei fatos que contradizem essa ideia de que alguns aspectos dos cuidados das crianças sejam questão de opinião, pois não são. Um exemplo simples: se por algum motivo um pai tiver a opinião de q o filho não deve frequentar a escola e mantiver o filho longe das salas de aula, ele estará sujeito à perda da guarda da criança, pois o direito à educação da criança é um dever dos pais e do Estado (do mesmo modo vc pode acionar a justiça para garantir educação para seu filho). Ou seja, não importa a opinião do pai, importa o que diz a lei (não é uma ofensa, é um fato).

"""eu quem decido sobre minha cria"""
A vida deixa claro que não é. Um dos motivos mais comuns para perda da guarda é a evasão escolar. Sabe o q acontece com uma criança que não está com as vacinas em dia? Não pode ser matriculada em uma escola. Sabe o que acontece depois? Pois é... Há decisões que não são do indivíduo.


cara, vc tem o direito de não respeitar minhas opiniões, mas neste caso, só mencionei fatos.
1. é obrigação dos pais garantirem o direito à saúde, educação, etc.
2. o plano de vacinação, por mais que tenha havido tentativas de interferência política, ainda é baseado em critérios técnicos.
3. o estatuto da criança estabelece deveres para os pais, Estado e sociedade.
4. a educação, como comentei, é direito da criança e dever dos pais e isso implica que a criança deverá ir à escola e, como consequência, caso ela não esteja vacinada, poderá colocar a vida de seus colegas, professores e familiares dos mesmos em risco.
5. Vc pode recorrer à justiça para que seus direitos sejam cumpridos.

Não tem opinião, vc pode verificar td q eu falei acima.

editado em 15 de jan. de 2022 18:38
regisboliver - 1 semana atrás

dias, você tem filhos?

dias - 1 semana atrás

Não ter, invalidaria minha argumentação? Pq?
Se vc acha que sim, podemos seguir por outro caminho, e discutir que, na vida em sociedade, sobre alguns temas, nossa opinião não vale nada nem relação a nós mesmos.
- Vc pode achar que usar drogas ilícitas faz bem pra vc. Independentemente da sua opinião, vc poderá sofrer consequências e legais e sociais se decidir usar.
- Vc pode achar que o lugar onde mora é o melhor lugar do mundo, mas se o Estado achar que é um ótimo lugar para uma área de preservação ou para uma estrada, vc terá que se mudar, independentemente da sua opinião.
- Vc pode achar que votar é uma grande perda de tempo, mas sofrerá as devidas sanções se não o fizer.
A vida em sociedade implica a renúncia de certas liberdades individuais (e o agente limitador vai mto além do Estado).

regisboliver - 6 dias atrás

você não é pai, percebi pela sua frieza. mas se me enganei e é, não é do tipo que eu absorveria algo

você é bom com as palavras, admito, deve ser algum advogado, ou estudante, ou algo do tipo, cheio de julgamento pra dar, e ameacinhas também, tente, faça, mas antes pergunta pra mim o nome da criança que vc está ~protegendo~. fica meu elogio (pra parte do bom com as palavras, apenas)

você deve achar que faz o certo me falando tudo isso, excelente, siga em frente, faça o que acha ser o certo, mas sugiro acalmar seu coração (se é que tem), pare de se estressar por política e querer retaliar quem não pensa igual a você, isso não vai mudar, pensar diferente é excelente e mantém o equilíbrio, a vida não é uma linha reta, e quem tem vida é humano, pensa, reflete, questiona. verifica aí no seu livrinho se tem algo relacionado a pensar e questionar, e faz esses pontinhos que vc gosta de fazer aqui pra mim

o mundo tá cheio de gente que só usa android e xinga iphone, gente que milita por pobres por status, mas nem sabe como é ser pobre, viver numa casa sem luz, pegando agua na "bica", gente que não tem filhos mas quer cuidar do filho os dos outros, por causa de ego ideológico, e cheio de bandido solto ganhando melhor que eu (alias, ganhando o meu dinheiro) mas em vez de julgarem eles, julgam eu rs

enfim, é isso aí, a sua opinião é o que transcreveu, não se faça de bobinho (mas tem mais ideologia que estado por trás) E, a minha opinião é essa, quem decide são os pais :)

tenha um excelente dia, "dias", via dar um abraço na sua mãe que graças aos tapas que ela te deu quando criança, você se tornou o homem/mulher que tu é hoje hashuasuhash

dias - 6 dias atrás

Caro regisboliver,
Não há qualquer ameaça, mesmo pq, a julgar por seu comentário (discorrendo sobre as fraldas preferidas da criança), seu filho nem tem idade para a vacina. Além disso, já deixei claro que não sei como se comporta. Nesse contexto, embora eu não seja do direito, sei que seria mais fácil que eu cometesse uma calúnia.
Ainda vale ressaltar que nossa discussão não tinha como foco a sua vida pessoal, mas a sua alegação inicial sobre vacinação de crianças (opção dos pais). Sem qualquer ataque pessoal, ataquei seus argumentos (caracterizando-os como "apelo à emoção") e levantei 5 pontos em favor da minha objeção (na vida real, quem decide é o Estado e a sociedade).
Se minha intenção não fosse a discussão, poderia ter enfiado um palavrão e algumas ofensas pessoais. Poderia tbm ter ignorado suas respostas.

"""você deve achar que faz o certo me falando tudo isso, excelente, siga em frente, faça o que acha ser o certo, mas sugiro acalmar seu coração (se é que tem), pare de se estressar por política e querer retaliar quem não pensa igual a você"""
Como assim retaliar? O propósito aqui não é a discussão? Uma vez que clicamos no botãozinho azul, estamos sujeitos a opiniões divergentes e, não havendo ofensas, temos que aprender a lidar com elas. Sobre estar certo ou errado, td depende do referencial.

"e cheio de bandido solto ganhando melhor que eu (alias, ganhando o meu dinheiro) mas em vez de julgarem eles, julgam eu rs"
Não acompanhei os outros comentários (já passou de 100!!), mas sei que EU não o julguei.

"""enfim, é isso aí, a sua opinião é o que transcreveu, não se faça de bobinho (mas tem mais ideologia que estado por trás) E, a minha opinião é essa, quem decide são os pais :)"""
Minha opinião é simples, cara: cada um faz o que quer da própria vida (seja cuidando de si ou do filho) e responde pelos próprios atos. Mto diferente do texto da lei (diga-se de passagem). O que não me impede de discutir com as pessoas que entram na roda de discussão.

Tenha um bom dia.

Zoe - 1 semana atrás

Não..
Filho meu não pega Covid. Quer dizer, até pega.. mas não da nada.

Hunthar - 1 semana atrás

Vacinaria tranquilo

Pedrito - 1 semana atrás

Sim, com toda certeza, quantas vacinas meu filho já tomou, pq não tomaria mais uma?

Lucas Paiva - 1 semana atrás

Decisão que só cabe aos pais e não por imposição do Estado. Simples.

editado em 14 de jan. de 2022 18:48
Bragas - 1 semana atrás

Da porta pra dentro a teoria é ótima, mas viver em sociedade implica em concessões de todos os lados.

RayDMotta - 1 semana atrás

Mano, com todo respeito a contrários (malucos): NADA PLAUSÍVEL justifica a não vacinação.

ninja - 1 semana atrás

na escola onde eu trabalho vao exigir o cartao de vacinação pra criança frequentar a aula..
na verdade sempre foi exigido o cartao de vacinação completo pra frequentar escola, entao na verdade não vai mudar nada..
me lembro até de campanha realizada em horario de aula para vacinar as crianças, o que provavelmente vai acontecer de novo..
cada um tem uma opiniao, mas alguns direitos e deveres não são renunciaveis ou opcionais, algumas coisas nao cabe aos pais decidirem, aborto ou não frequentar a escola são alguns exemplos..
é assim que funciona o contrato social e o leviatan simplesmente nao se importa com sua opiniao..
é até bem simples de compreender, não-vacinar é opcional mas existem consequencias, assim como existem consequencias em roubar, matar, abortar e etc..
se extrapolar pra um extremo a consequencia pode ser até a perca da guarda da criança..
salvo engano tem uma previsão na constituição de 'vacinação recomendada' é 'obrigatoria'..
cocacola e salsicha pode, vacina não, ta 'serto'.

editado em 14 de jan. de 2022 20:33
Duffs - 1 semana atrás

Já estão todos vacinados.
Viajaram pros EUA e GG.

Rufles - 1 semana atrás

Eles viajaram para os Eua para tomar vacina?

ThePowerGuido™ - 1 semana atrás

Pra pegar fresquinha, na fonte...

Duffs - 1 semana atrás

Direto da Teta da Vaca !

Duffs - 1 semana atrás

Isso e passear um cadinho né.
Juntou mais uns pirralhos da família e deu bom.

Celso - 1 semana atrás

Não

Anderson Reis - 1 semana atrás

Não vai tomar, pelo menos nesse primeiro momento. Acho que tem que ter estudos mais longos, é que nem o mercúrio todos usavam na infância em ralados e termômetro, agora décadas depois o mercúrio foi banido por ser cancerígeno, isso pode ou não se repetir com essas atuais vacinas feita em tempo recorde. Entendo que a tecnologia atual tem condições e simular em ambiente computacional esse longo prazo, masssss essa tecnologia é conduzida por humanos e sabemos que ninguém é perfeito e errar na vida faz parte. Logo minha pequena aqui não vai tomar, se é um erro, também sou humano e não sou perfeito!

Leandro Henrique - 1 semana atrás

Cuidado, logo vem a militância. Vão cuspir na sua cara, te chamar de negacionista, falar que sua filha é livre para fazer escolhas e #VACINASIM. Pq pra eles não importa se você é contra a vacina do Covid(nesse momento), na mente deles você é negacionista, terraplanista, fascista, e deveria morrer.

Rocketman - 1 semana atrás

Quando a Disney exigir a vacina acaba todo esse "medo" kkk

Leandro Henrique - 1 semana atrás

E não menos importante, você e toda sua família nem deveria poder mais sair de casa, deveria ser presos para sempre.
#VIVAOAMORAOPROXIMO

Merriot - 6 dias atrás

Dó das crianças que tem pais tão alienados quanto alguns que vi comentar aqui... Saudades de quando ser burro era motivo de vergonha e não orgulho

Enchido - 6 dias atrás

É PRECISO EXPLICAR PARA O TIOZÃO DO PAVÊ (ZAP) QUE AS VACINAS SÃO SEGURAS E EFICAZES
https://www.uol.com.br/ecoa/reportagens-especiais/natalia...

editado em 16 de jan. de 2022 07:43
Zezinho - 6 dias atrás

De jeito nenhum! Se a escola exigir, tiro da escola e vai trabalhar comigo.

Anderson Reis - 6 dias atrás

Afinal escola não cria empresário e sim funcionário! Isso por si só já é motivo!